TUDO EM ATÉ 5 VEZES SEM JUROS

Inspiração da Coleção

 

Título: La Primavera (Primavera) 
Criador: Botticelli Filipepi Dados de criação: 1481 - 1482
Estilo: Renascimento / cena mitológica
Proveniência: Ficha familiar de Lorenzo e Giovanni de Pierce de Medici
Título Original: A Primavera
Dimensões físicas: w3140 x h2030 mm
Tipo: pintura
Meio: Tempera no painel

 

A Primavera é uma obra de temática mitológica clássica, que nos apresenta uma alegoria da chegada dessa estação. Ao centro encontra-se a Vênus, que media toda a cena. Na tradição clássica, a Vênus e o Cupido surgem para avivar os campos, fustigados pelo inverno, iniciando a primavera ao semear flores, beleza e entre todos os seres. À direita da obra, vamos encontrar primeiro um ser esverdeado, Zéfiro, como a personificação do vento oeste, que abraça a bela ninfa, Clóris. Botticelli a representa em sua metamorfose, quando se transforma em Flora, uma figura com vestido florido, que cumpre com a sua função de adornar o mundo com flores. Sobre a Cabeça do Vênus está o símbolo, o seu filho, dos olhos vendados, a seta como três figuras que representam as Graças, os símbolos da sensualidade, da beleza e da castidade. Mais à esquerda encontra-se Hermes enquanto mantém o jardim seguro de nuvens ameaçadoras, fechando esse ciclo mitológico. Para a filosofia platônica, esse ciclo é uma ligação ininterrupta entre o mundo e os Deuses, e vice-versa.

 

 

Título: O Nascimento de Vênus
Criador: Sandro Botticelli
Data de criação: 1483 - 1485
Estilo: Renascença
Proveniência: lâminas domésticas Lorenzo di Pierfrancesco de Medici
Título Original: A nascente de Venere
Dimensões físicas: w2785 x h1725 mm
Tipo: pintura
Meio: Tempera sem painel

 

O Nascimento de Vênus é uma obra do pintor italiano Sandro Botticelli. A pintura mostra a Vênus surgindo de uma concha sobre às espumas do mar. A obra apresenta ainda Zéfiro, o vento do Oeste, assoprando a Deusa na direção da margem, acompanhado pela ninfa Clóris. À direita de Vênus, há uma hora, as Horas eram as deusas das estações, que entrega um manto com flores bordadas. Provincial Botticelli teria feito uma obra no ano de 1485. ​​Na época, O Nascimento de Vênus e a Alegoria da Primavera, ambos de Botticelli, foram enviados por encomenda de Lorenzo di Pierfrancesco de Médici, um político, banqueiro e advogado que encomendou a obra sua residência, Villa Medicea di Castello. Alguns especialistas argumentam que a deusa nua não representaria a paixão terrena, carnal, e sim a paixão espiritual. Apresenta-se de forma similar a antigas estátuas de mármore, esguia e com longos membros e traços harmoniosos. Botticelli utiliza cores claras e puras, exaltando a pureza da alma e a beleza clássica.


Compartilhe esta postagem